Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


espaços noturnos

por Uma moradora, em 18.09.16

Aqui na rua somos quase todos teetotallers. Excepto, claro está, às refeições, convívios, pausas no trabalho e por aí fora. Alguns dizem que são opções, nós aqui - falando por todos - encaramos mais como uma escolha de vida. Um pouco como o cante alentejano em que é preciso sentir, saber e compreender antes de pertencer.

 

Adiante.

 

Toda a gente aqui, mais a mocidade nova do que nós, velha guarda, gosta de convívio e de ficar assim a destilar conversas e álcool pela noite fora. Então, tornou-se necessário criar um espaço noturno aqui na freguesia, ora, como a geografia e a demografia da freguesia não ajudava, encontrou-se uma situação mais precária mas de igual forma eficiente e conducente aos resultados pretendidos. O Sr. Inácio aqui da rua decidiu que podia a freguesia utilizar o salão da sede do GDC de Santa Marta das Dez da Manhã.

Assim foi, e depois de inaugurado o espaço noturno, ou seja, depois de rebaptizado o salão, que passa a chamar-se o "Calor da Noite", todas as sextas, sábados e vésperas de feriado, após as 21h, tornou-se habitué as gentes pararem por lá para os tais convívios.

 

Óbvio que a escolha é um bocado dúbia e insinuosa, mas o Sr. Inácio teve a amabilidade de ceder o espaço, retribuimos dando-lhe o privilégio de escolher o nome. E assim ficou o "Calor da Noite". É certo que aquando da inauguração o Chiquinho aqui da rua, o rapaz mais espevadito, lá perguntou ao Sr. Inácio, assim num tom muito formal: "Oh pai, não achas que esse nome soa um bocado a casa de meninas?"

 

E o Sr. Inácio, cara vermelha, envergonhado por ter sido inquirido dessa forma pelo filho na presença de cerca de 90% da freguesia - cerca de 59 pessoas, 59 e meia se contarmos com o Sr. Herculiano, anão de circo de profissão e que acentou arraiais por cá, após um acidente de trabalho, que o deixou mais pequeno do que o que já era - respondeu-lhe: "Tu percebes lá alguma coisa disto! Fica sabendo que este nome já foi o nome de um dos espaços noturnos mais badalados do Porto. Lembro-me perfeitamente de lá ter ido uma vez a acompanhar o antigo presidente do Vitória de Setúbal a uma reunião com os dirigentes do FC Porto antes do jogo no dia seguinte!"

Toda a gente convenceu-se com aquela resposta e mais nunca pôs em causa o nome do espaço.

E lembro-me de estar eu a falar com o Chiquinho, e chegar o Sr. Inácio e dizer-lhe: "Tu não percebes nada disto, só te preocupas com flores e arbustos e não sei quê. A tua mãe coitada, volta e meia até se comove e vai às lágrimas só de pensar que tu nunca lhe vais dar um neto porque estás mais preocupado em saber em que altura do ano se deve plantar tulipas. E ainda vens agora pôr em causa o nome que dou à primeira discoteca aqui da terra? Tu devias era ter orgulho no teu velho. Se tu ao menos tivesses lá estado como eu estive. Todo aquele espaço era exótico, e havias de ver o convívio que por lá havia! Aquilo era lindo de se ver. Gentes de todos os lados. É o que te falta sabes Chico? Conhecer o mundo, novos povos, novas culturas. Ainda me lembro das cerca de 3 horas que passei a conversar com uma menina brasileira, a Giovanna, lembro-me perfeitamente. Engraçou comigo de imediato, era de Mato Grosso, e no fim da noite, já me convidava para eu ir conhecer a terra dela, "Inácio, querido, venha conhecer o meu mato grosso, venha, não se vai arrepender." Estive quase para ir, mas eu não podia, estava ali em trabalho, e quando o assunto é o meu Vitória tudo o resto passa-me ao lado. Mas tenho pena, devia ser uma terra bonita. Enfim."

 

Deixámo-lo, ele coitado, já estava perdido e absorto nos seus pensamentos nem notou que já falava sozinho.

 

Com o novo espaço noturno, a freguesia ganhou uma discoteca.

A Unicer ganhou mais um cliente.

 

E grandes festas que fizemos lá. No Verão então era non-stop, e trouxemos todos os grandes artistas brasileiros que cantam aqueles hits que deixam a mulherada maluca. Obviamente que devido às parcas possibilidades financeiras e ao escasso financiamento, trazíamos os grandes artistas mas sempre uns anos a seguir aos hits deles. Ou seja, para terem um exemplo, já assinamos com o Telô para vir cá, mas só lá para 2023. 

 

E outra vantagem, não há cá necessidades de seguranças com ar ameaçador. Não, aqui é tudo gente amiga. Ainda pensamos em pôr consumo mínimo, mas não valeu a pena porque ninguém respeitava e bebiam todos a mais. Também temos essa modernice do bar aberto, de vez em quando lá tiramos o Chiquinho e a prima do bar e deixamos que quem quiser que vá lá servir-se. Engraçado, é quando se consome menos aqui, acho que as pessoas são preguiçosas e não se querem dar ao trabalho.

 

Zaragatas, também nunca há. O máximo de bulha que eu já vi, foi um sujeito de fora da terra que nunca o tinha visto a querer lutar com o seu reflexo no espelho da casa de banho. Se tivesse que apostar, pelo estado ébrio em que estava, para mim o vencedor era o espelho. Sem sombra de dúvida.

 

Agora temos disco e a malta anda contente.

O Sr. Inácio anda a pensar trazer umas brasileiras só para diversificar o convívio - a experiência que teve deve tê-lo marcado bem -, mas o bloco feminino da terra tem mostrado muita relutância. Com um bocadinho de sorte, até o nome terá que ser mudado. Se for esse o caso, já tenho o nome certo para a discoteca aqui da terra. Vai ser um sucesso, tenho a certeza.

 

Parece que já estou a ver assim, num placard enorme e luminoso:

 

"O Cantinho do Taarabt"

 

Lindo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 18.09.2016 às 20:20

De repente fiquei com calor e já é de noite. Posso dar umas formações no espaço... Pagas como ?
Imagem de perfil

De Uma moradora a 18.09.2016 às 21:26

A malta aqui na rua é muito em espírito de comunidade. Não acreditamos muito nessas considerações pós capitalistas. Por isso tava a pensar em géneros...
Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 18.09.2016 às 21:30

Pois, cola zero então, depois mando-te uma mensagem fofinha que outros mal agradecidos consideram "estranha"
Imagem de perfil

De Uma moradora a 18.09.2016 às 21:38

Ahahahahah, desculpa, mas agora fizeste-me rir :)

Essa boquinha foi mesmo top!
Imagem de perfil

De Uma moradora a 18.09.2016 às 21:38

E grato pela atenção!
Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 18.09.2016 às 21:41

A "moça" chateia-se com gente que nem agradece a estranheza de tentar ajudar... Blocos de gelo.. com pernas!
Imagem de perfil

De Uma moradora a 18.09.2016 às 21:46

Toda a gente tem formas diferentes de lidar com as coisas. No entanto, a realidade é uma: a verdadeira caridade é a anónima
Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 18.09.2016 às 23:33

Eu fui anónima, e até pedi para retirar o post. Não achei lógica alguma naquilo.
Imagem de perfil

De Uma moradora a 18.09.2016 às 23:45

Confesso que até poderia ser como ele e não responder ao mail/mensagem etc. Agora já mais expunha algo que extravasa o que publico no blog. Se o objetivo daquela mensagem fosse ser publica, tinhas la enviado via comentario e nao via email como é óbvio. Mas pronto, deixa para la isso :)
Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 19.09.2016 às 14:30

Primeira formação:
Aprender que o Mato Grosso deixou de existir
módulos: bigodinho
personalizar com letra da cara metade (se forem várias tatuar o abecedário)
lisa e hidratada
aluno de primeira fila: SR. Tomé.
Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 19.09.2016 às 16:25

O meu não existe há anos
Imagem de perfil

De Uma moradora a 19.09.2016 às 16:55

o HACCP aprova este comentário!

Mas folgo em saber isso ilustre! pessoalmente falando claro.
Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 19.09.2016 às 17:45

Aos anos que não ouvia falar em tal entidade... As dores de cabeça que deram... Sim o mato não é.
Imagem de perfil

De Uma moradora a 19.09.2016 às 17:59

Claro claro. Eu nunca fui muito apologista de arvoredos

Comentar post



Mais sobre mim


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D